Ache aqui o que você procura!

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Pausa pra reformas

Queridos,

Nos próximos dias irei fechar o blog. Não definitivamente (eu acho), somente por um tempo.

Preciso fazer algumas reformulações, inclusive de rota. Ando muito desmotivada, sem assunto, me repetindo.

Também quero fazer algumas mudanças gerais e por isso vou deixá-lo inascessível por um tempo ainda indeterminado até que todas as mudanças sejam feitas.

Por isso não se assustem. Se derem de cara com o blog fechado, já sabem que é por um bom motivo.

Obrigada sempre pela companhia e pela compreensão. Não se esqueçam de mim, em breve estarei de volta!

Até logo!
Imagem: Daqui



Por: Tuka Siqueira / @TukaSiqueira

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

A saga do dedinho

Na terça-feira,enquanto arrumava as crianças para a escola, fui no meu quarto pegar algo e na saída, com pressa, chutei o pé da cama com meu dedinho. E chutei com muita força! Na hora, dei um grito, e fiquei um tempo sem respirar, de tanta dor.

Esperei o marido levar as crianças pra escola e depois fui até a emergência do hospital. Achei que tinha quebrado o dedo, que a essa altura estava roxo e inchado.

Esperei por 3 horas (dedinho do pé não é prioridade pra ninguém) pelo atendimento médico e o raio X, mas como não apareceu fratura, foi dispensada sem nem sequer uma receita de algum remédio pra dor, muito menos uma orientação médica.

No outro dia, voltei ao hospital para buscar o laudo do raio X e veio a surpresa: fizeram raio X do dedo errado!

Foram duas chapas, uma do pé visto de cima ( e aí não aparece fratura mesmo) e a outra com o pé visto de lado. Mas quando foram bater, virei o lado que estava doendo pra cima e o rapaz disse que era do outro lado. Como eu acreditava que ele entendesse mais do que eu, virei o pé como ele me mandou. A chapa foi tirada tendo em primeiro plano o dedão e não o dedinho. O.o

Tudo bem, acho que não quebrou mesmo, pois embora ainda sinta muita dor e o dedo esteja roxo, ele desinchou e já estou conseguindo andar melhor. Mas assim mesmo voltei lá na emergência para questionar.

A resposta? Foi feito uma chapa do pé todo. Tá, tá bom,mas e se a fratura fosse na lateral do pé, iria aparecer? Atendente com cara de caneca e nenhuma resposta. Quando questionei sobre ele não ter me prescrito nenhuma medicação a resposta foi ainda mais surpreendente: como não houve fratura, deixou de ser emergência, se eu quisesse algum remédio, deveria ir ao posto, enfrentar nova espera e então pedir ao médico do posto.

Tudo bem que foi só o dedinho do pé. Tudo bem que eu sei o que tomar pra aliviar a dor. Mas o que me incomoda é que não é a primeira vez que saio de lá sentindo dor e sem uma orientação adequada. O médico nem falou comigo depois de ver o raio X, fui dispensada pelo enfermeiro. Também não é só comigo que isso aconteceu. Várias pessoas, tanto nessa quanto de outras vezes que estive ali, que caíram tombos homéricos, acidentaram-se de carro e etc., com queixas de dores fortíssimas, ao serem informadas pelo enfermeiro de que não houve fratura, saem de lá assim, dispensadas como se tivessem só se fresqueando e sem nenhuma receita ou orientação.

Não quis criar caso com a atendente, que nada tem a ver com isso, porque a emergência estava cheia e meu dedinho do pé certamente não irá me matar (por mais que doa), mas achei tudo muito absurdo. O meu caso era simples, e mesmo que tenha quebrado o dedo e não tenha aparecido por causa do raio X quebrado, não terei consequências, exceto a dor que estou sentindo não haverá sequelas. Mas e os outros?

Pulsoterapia

Na semana passada estive em Porto Alegre para realizar as minhas 3 sessões de pulsoterapia, tratamento usual para as crises de E.M..

Desta vez, não quis me arriscar por aqui e minha decisão se mostrou bem acertada.

Tem a parte enjoada: a viagem, a ansiedade gerada por ela, o sono que fica muito prejudicado, ter que incomodar os outros para poder ficar por lá. Mas tem a parte boa: lá me sinto muito melhor assistida, mais segura. Isso reflete até mesmo na minha condição pós medicação.Com menos estresse, fico mais controlada.

No primeiro dia, como desembarquei direto no hospital, estava carregada com as tranqueiras que levei para 3 dias. Chegando no “Hospital Dia” uma grata surpresa: uma amiga, também “esclerosada”, também aguardava pela pulso. Não é legal ver os amigos passando por isso, mas adorei ter companhia.

Lá em Porto Alegre o procedimento é feito com muito cuidado e segurança. A medicação é posta em bomba de infusão como tem que ser. Peso, pressão arterial, glicose, temperatura são checados direitinho antes e depois das duas horas de duração da medicação e tem a vantagem de poder ficar com o acesso na veia os 3 dias. Tem gente que não gosta de ficar com o acesso, mas eu tenho veias chatas de pegar. Da outra vez, quando fiz aqui, em cada um dos 5 dias me judiaram mais de uma vez a procura das minhas veias, fiquei toda roxa. Dessa vez, um único furinho certeiro na mão esquerda, nem marca ficou.

Além desse cuidado todo, a enfermeira e as técnicas ficam todo tempo em redor da gente. Um médico também está presente. Fazem seu trabalho, mas também nos dão atenção e carinho. A companhia da Débora também foi primorosa, já que papeando o tempo passa mais rápido.
Eu e Débora, rindo nem sei do quê naquela situação...
Ainda ganhei uma carona da Debora e o marido até a casa do meu primo, onde fiquei hospedada. Melhor que a encomenda!

Mas como nem tudo é assim tão fácil, o corticoide inicia suas reações adversas assim que entra na corrente sanguínea, ou seja, instantaneamente. A primeira é o gosto de ferrugem na boca. Dá uma sede, mas não há nada que tire esse amargor da boca durante semanas. Rubor facial, taquicardia, dor no peito. Pressão arterial e glicose podem descontrolar. Inchaço, fraqueza muscular e fadiga também estão presentes.

Nos outros dois dias a rotina se repetiu. A quebra ficou por conta da visita da Bruna, que foi lá nos dar uma forcinha.

Para quem precisa fazer esta medicação, controlar a alimentação na semana que antecede e também logo depois é essencial. Diminuir a ingesta de sódio para evitar a retenção de líquidos e consequentemente um aumento da pressão arterial é importantíssimo.  Cuidar também o açúcar e os carboidratos para evitar o aumento da glicose.

Como não me comportei direitinho, minha glicose alterou um pouco no 2º dia, mas depois entrei nos eixos e no último ela já estava normal. A pressão que era o que mais me preocupava pois da última vez ela subiu muito, dessa vez ficou dentro da normalidade todo o tempo.

Dessa vez me senti até muito bem, os sintomas do surto já tinham iniciado remissão nos dias anteriores à viagem. As reações da medicação são chatas, mas da última vez, fiquei pior da pulso do que estava do surto.

Minha viagem rendeu além da pulso. Mas os outros aspectos da viagem são assunto pra outro post…


domingo, 12 de agosto de 2012

Pra que serve um pai?

Pra proteger, amparar, segurar. Pai serve pra disciplinar, ou pra subverter a ordem. Pai serve pra  brincar, pra pular, andar de cavalinho, voar pelas alturas, usar a imaginação.

 

Pai tem um amor diferente de mãe. Mas isso não significa menor.  O amor do pai é mais preocupado com coisas práticas, com o preço da fralda, com a educação que a escola oferece, com que tipo de cara que é o tal namorado da filha.

Ser pai é deitar no chão com a criançada por cima para assistir pela 7856765ª vez a galinha pintadinha.

Pai disciplina e põe regras, mas também quebra todas se isso permitir alguns minutos de diversão entre ele e as crianças. Deixa a imagem de “bruxa má” para a mamãe sem o menor constrangimento.

 

Pai serve pra ensinar. Ensinar a falar, caminhar, voar. Ensinar a rezar, a crer, a confiar. Ensinar a comer verdura, a lavar a mão, respeitar os avós. Pai ensina a gostar de bicho, a não ter medo de barulho de avião, a chutar uma bola.

Ser pai é dar vazão à criatividade dos filhos, sem medo de parecer ridículo.

O pai que minhas filhas tem não é muito diferente do pai que eu tenho. São pais sensíveis, amorosos e dispostos para brincar. Também são pais para os quais os filhos não crescem. O meu, ainda quer agarrar minha mão para atravessar a rua.

 

Neste dia dos pais, o que tenho a dizer sobre eles é que são pais de verdade. Tem defeitos, limitações, chatices. Mas acima de tudo são pais que amam e se fazem presente na vida dos filhos. São pais cujo principal objetivo na vida é acertar e dar o melhor de si aos seus filhos.

 

Ao meu pai, que amo mais que tudo, que é exemplo e é amor, toda a minha gratidão e todo o meu amor são pouco para retribuir tudo que já recebi. Te amo meu pai. Felicidades pelo teu dia.

Ser pai é ter orgulho de estar ao lado dos filhos.

Ao pai das minhas filhas, agradeço à Deus por contar com tua ajuda, com teu amor e por ter tido a graça de além de meu amor e companheiro, ser o melhor pai do mundo para nossas filhas. Saúde e sucesso sempre. Feliz dia dos pais.



quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Para Dani, Rafa e Jana

Queridos, quase um ano após a partida da nossa querida mãe, sogra e dinda foi muito bom rever vocês e ver que estão bem e tocando a vida.

Sei que não foi fácil este período de adaptação, mas estou orgulhosa de vocês. 

Rafa, você sempre foi o guri bom que é, mas sempre protegido pela mãe, teve que mostrar coragem e assumir as rédeas da tua própria vida. Gostei do nosso encontro, da maneira como fui recebida por ti, do nosso papo família, dessa aproximação que surgiu, pois o carinho sempre existiu. Estou orgulhosa do marido e pai que tu és e da nova força que vejo em ti. 

Sei que é uma chatice essas minhas “visitas”, por isso sinta-se a vontade para me dizer o que pensa sobre elas. Mas apesar de me sentir incomodando e tudo o mais, fico feliz em poder contar contigo. Segue teu caminho da forma como estás fazendo, amadurecendo e seja muito feliz meu primo. E saibas que posso não ter muito a te oferecer, mas terá sempre em mim o carinho de uma irmã mais velha e uma conselheira, sempre que precisares.

320552_102194086556481_1562542284_n

Jana, pouco me importam os laços de sangue. Tu também és minha prima querida. Conquistou meu carinho, respeito e amizade. Apesar da pouca idade mostra uma força, maturidade e generosidade ímpares. Ainda tens muito a amadurecer, é natural pois você é pouco mais que uma criança, mas saiba que te admiro profundamente e sou grata por tudo que tens feito por minha família. Adoro você e conte comigo sempre!

Dani, você sempre foi uma menina meiga, carinhosa, extremamente generosa. Nada mudou, só aumentou. Fiquei feliz em te ver na tua casa nova, assumindo também definitivamente as rédeas da tua vida. Amo você um tanto que nem sei dizer. Te desejo sucesso nessa nova fase e toda a felicidade do mundo.

Tenho vivido um tempo de reencontros, viagens ao passado, resgate de amizades e memórias antigas. Ter vocês como elo entre o passado e o futuro me conforta, ter vocês como a parte mais próxima da família é uma benção. Tenho uma dívida de amor e gratidão para com tua mãe, mas nem é por dívida nenhuma que te digo de todo o coração: você e teu irmão são como meus irmãos também e quero sempre poder estar por perto e ajudar naquilo que vocês precisarem.

Quanto ao André, continua o mesmo bicho do mato antissocial de sempre. Mas isso não é uma crítica, talvez seja o jeito dele, talvez ele não simpatize muito comigo. Não me importo. Gosto dele mesmo assim. E apesar dele não me dar assunto, posso ver que está cuidando  bem de ti e te fazendo bem e pra mim é só isso que conta. Ele tem é que gostar de ti e não de mim! Diga a ele que cumpra sempre a promessa que me fez de cuidar bem de ti e vou ama-lo pra sempre.

325934_275759582442933_1389627187_o

Cuidem sempre com muito amor da Rafaella, esse anjo lindo e doce. Ela representa o melhor de vocês todos condensados numa pequena criatura. Que ela cresça linda e forte rodeada do amor  de vocês e protegida pelas bênçãos enviadas pela vovó que tanto a amava.

Tenham paciência com o pai de vocês. Ele agora precisa de amor, carinho e compreensão. Sei que ele não facilita muito, mas dentro do possível relevem. Ele tem os defeitos dele, suas limitações e fraquezas, mas é o pai de vocês. E apesar de tudo, a mãe de vocês o amou profundamente a vida inteira. Pensem sempre nisso. Não passem a mão na cabeça, mas peguem leve. E o amem, apesar dos seus defeitos.

Daqui a um mês faz um ano que a dinda se foi. A dor ainda é forte, a saudade é imensa. Mas aprendemos todos muito com ela, o amor que temos por ela sempre nos manterá unidos, e o legado de amor, carinho, generosidade, força e determinação que ela deixou está presente entre nós. Quem deixa marcas tão profundas entre os seus, não morre nunca. Vive eternamente nos nossos  corações, nas nossas lembranças e se faz sempre presente nas nossas atitudes.

Ano Novo 107

Desculpem qualquer coisa. Sei que incomodo e atrapalho, mas também sei que vocês me recebem com carinho e paciência. Obrigada por tudo. Obrigada principalmente por me deixarem fazer parte da vida de vocês.

Amo vocês. 

561397_266821216760433_971605453_n
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...